Forma Nova Era

Olá, tudo bem?

Gratidão por ler meu artigo aqui no blog.

Eu, Márcia Kleemann, como mãe de um menino de 07 anos, afirmo: devemos SIM ensinar os nossos filhos a terem uma relação saudável com o dinheiro.

Quanto antes nossos pequenos tiverem contato com o assunto, mesmo que de maneira lúdica, mais fácil será a compreensão e sua administração quando tiverem os primeiros contatos com o “seu dinheiro”, o que refletirá, na sua vida adulta.

Um bom exemplo, são os valores recebidos de presente e de mesada. Por falar em mesada, minha orientação é que o valor seja implementado por volta dos 08 anos de idade.

Ao receber o dinheiro, orientamos que a criança utilize a metade para gastar com o que precise naquela ocasião e a outra metade, poupe para os seus sonhos.  Afinal, é preciso viver o hoje, mas sem se esquecer do amanhã.

Converso sobre o assunto com meu filho desde muito pequeno e em janeiro de 2018, passei a abordar o tema utilizando a metodologia DSOP. Confesso para vocês: ele mudou muito, pois consegue entender a “origem” do dinheiro e o melhor: compreende o quanto é importante “poupar” para depois “concretizar” seus sonhos.

Assim como trabalhamos com os adultos, as crianças também devem ter três sonhos, conforme os prazos:

Curto prazo – até 03 meses
Médio prazo – de 03 a 06 meses
Longo prazo – de 06 a 12 meses.

Desta forma, trabalhamos a importância do planejamento, do ato de poupar e que é necessário um “período de tempo”, para que se torne realidade.

Presenciei a realização de vários sonhos do meu filho utilizando esse método. Ver a determinação dele durante o período da poupança e sua alegria a cada concretização, me faz acreditar que é possível sim, nossas crianças serem adultos com uma relação mais tranquila e saudável com o dinheiro!

Um forte abraço,

Marcia Kleemann
 

Nova Era Consultoria e Educação Financeira

Cadastre-se e receba

nosso conteúdo em seu e-mail.